company-history

Começo Humilde. Uma Grande Ideia para Mudar o Mundo

Esta história começou em Oslo, em 2001, logo após a bolha pontocom ter estourado. Jorn Lyseggen depositou 15.000 dólares em uma conta bancária empresarial totalmente nova, cedida pela Fundação Norueguesa de Ciência. Ele tinha um sócio, uma máquina de café, alguns móveis usados e um espaço emprestado em um barracão de um estaleiro norueguês que passou a ser o escritório.

Ele também tinha uma grande ideia.

A ideia era simples: tornar as decisões de negócios ao redor do mundo mais fáceis e mais poderosas, por meio do aproveitamento da informação pública existente na Internet e usá-la para oferecer referências valiosas que não estariam acessíveis sem esta tecnologia.

O primeiro desafio que a Meltwater assumiu foi o de transformar o serviço de recortes clipping de imprensa tradicional em um serviço de monitoramento de mídia automatizado e inteligente. O serviço antecipava a importância das conversas nas redes sociais em conjunto com a cobertura tradicional de notícias impressas, e proporcionou aos clientes uma nova maneira de desenvolver as bases de dados de mídia, permitindo que estes identificassem seus jornalistas pelo conteúdo de seus artigos e não apenas pela circulação ou publicação do jornal.

A Meltwater cresceu rapidamente em e se tornou a solução líder de monitoramento de mídia na Noruega e, em seguida, no resto da Europa. Expandimos nossos serviços além do monitoramento para incluir recursos de engajamento e análise. Hoje somos uma das maiores empresas de inteligência de mídia do mundo, com sede em São Francisco e escritórios em 28 países e 41 cidades. Nossa sólida presença global/local resultou em mais de 23 mil clientes em 108 países. Nossa incubadora sem fins lucrativos Africana no Gana, MEST, é um grande exemplo de como usamos a tecnologia para preencher lacunas não só na informação, mas também em socioeconomia.

Por mais que tenhamos nos desenvolvido e progredido, a ideia original não mudou. A Meltwater continua a reinventar a forma como os dados não estruturados fora do firewall na rede, podem ser usados para melhorar os esforços de negócios entre as organizações, as indústrias e os continentes.