O aumento da fraude no mundo dos influenciadores

O aumento da fraude no mundo dos influenciadores

Perri Robinson
5 Fevereiro 2019

Pesquisas recentes mostram que os consumidores confiam mais em influenciadores e não no conteúdo de uma marca tradicional. Agora, mais do que nunca, sua mensagem concorre com a mídia tradicional, boca a boca, avaliações on-line, blogs e muito mais. Para alcançar o máximo impacto, é hora de aproveitar os influenciadores e projetar seu programa de marketing com influenciadores. Então, como lidar com novos problemas, como medir a real influência de potenciais parceiros ou identificar a fraude de pessoas influentes? Em seguida, explico como detectar se esses influenciadores são uma fraude antes de assinar um acordo com elas.

Eliminando falsos influenciadores

Monitorando o crescimento da comunidade

O número de seguidores é uma métrica que as marcas normalmente usam para escolher influenciadores. Quanto mais seguidores, mais eles pagam. Falsos influenciadores, portanto, adquirem seguidores. Ao rastrear a atividade de engajamento dos influenciadores, você pode identificar padrões de crescimento normais e anormais.

Na maioria dos casos, o crescimento da comunidade é consistente. Os picos nos seguidores podem ser legítimos, mas às vezes não é tudo o que parece. Esse é especialmente o caso quando o crescimento não está associado a um aumento no comprometimento / nível de interação, o que me leva ao próximo ponto.

Analise as taxas de comprometimento

Veja as taxas de participação (“curtidas”, comentários, ações). Se um influenciador com milhares de seguidores tem apenas “curtidas”, é provável que ele tenha inflado sua comunidade artificialmente. Isso geralmente é obtido por meio de bots ou “clubes de participação”, de modo que os indivíduos formem alianças e direcionem o nível de interação participando entre si. Como regra geral, a taxa média de “likes” do Instagram está entre 1% e 5% do tamanho total de seguidores.

Semelhante ao crescimento da comunidade, monitore as taxas de participação para detectar anomalias. As ondas são difíceis de detectar se você simplesmente olhar para as suas publicações mais recentes, então faça isso por um longo período de tempo. Se você detectar um pico, realize uma pesquisa adicional para entender o motivo por trás dele. Por exemplo, isso pode ser o resultado da cobertura da imprensa ou de outras associações de marcas. Se você não conseguir encontrar uma explicação, evite aquele(s) contato(s).

Inspecionar comentários

Fora do contexto, os comentários idênticos e genéricos como “Lindo” / “¡Encantanta!” ou simplesmente publicar um emoji pode ser o resultado de uma interação adquirida e/ou bots. Se os comentários são conversacionais, como as pessoas que marcam seus amigos e um diálogo personalizado, isso é muito mais revelador sobre o acompanhamento e a participação autênticos.

Monitore o escopo real

O escopo real de um influenciador é uma métrica extremamente reveladora. Quando falamos de escopo, nos referimos ao número de pessoas que vêem suas publicações. Se uma conta tiver uma comunidade de principalmente bots e usuários inativos, muito poucas pessoas verão as postagens. Qualquer plataforma de marketing de influência suficiente será capaz de monitorar as métricas do escopo para você.

Estude sua rede e interações

Os influenciadores geralmente fazem parte de redes em comum; Eles interagem entre si e vão para os mesmos eventos. Se uma conta interage com outras contas de mídia social influentes ou é mencionada / marcada em imagens com outras pessoas influentes, é muito provável que elas sejam pessoas reais com influência real.

Eliminando a análise manual

Banir um influenciador é essencial se você quiser manter a integridade de sua campanha e de sua marca, mas isso leva muito tempo. Felizmente, você pode eliminar o trabalho manual de detecção de fraude por influenciadores usando uma ferramenta de monitoramento como a Meltwater.

A Meltwater pode sugerir influenciadores relevantes, bem como medir o alcance real dos influenciadores, o crescimento da comunidade, as taxas de participação, a demografia do público e muito mais.