Ganhando da Concorrência com PR – Negócio Arriscado

Ganhando da Concorrência com PR – Negócio Arriscado

Cheryl Conner
2 Novembro 2017

Usar o máximo de visibilidade de PR que você conseguir, medindo forças com um gigante da sua indústria, pode elevar sua marca. Mas é importante se lembrar de manter seus valores e verdades, seguindo uma estratégia que honestamente destaca seus melhores recursos. Para saber mais sobre as melhores práticas de PR digital leia nosso ebook grátis. E para garantir que está dando seu melhor em cada discurso, inscreva-se no nosso webinar de 19 de outubro, com a convidada Cheryl Conner.

Esta questão surge frequentemente entre os nossos clientes. Suponha que seu produto é superior ao de um líder gigantesco da indústria, como Google ou Facebook. E isto é altamente visível. E agora? Como ganhar no PR, contra um concorrente gigante?

Logo após comemorar, você enfrenta pensamentos desconfortáveis

  • “Devemos gritar isso dos telhados, certo?”
  • “Talvez [mega concorrente] queira nos comprar!”
  • “Mas e se não quisermos ser adquiridos?”
  • “E se o nosso PR deixar [Google, Facebook, Amazon, Instagram] tão bravos, que eles nos esmaguem como um mosquito?”

Eis um exemplo (não relacionado a nossas próprias contas) que pode dar algum contexto. O desenvolvedor russo Artem Kuharenko fundou a NTechLab em 2015 para criar algoritmos de Inteligência Artificial (AI) “tão inteligentes quanto humanos e eficientes como máquinas”. Pouco depois do lançamento, eles ficaram de frente com o Google e cerca de outros 100 concorrentes no MegaFace Challenge da Universidade de Washington. Eles ganharam. Então, o que eles deveriam fazer em PR?

jacaré                                                                       Em PR, você deve lidar com um gigante, com cuidado.

Os valiosos benefícios do FindFace.PRO da NTechLab e outras formas em desenvolvimento de AI são aparentemente ilimitadas (e até um pouco assustadoras). Já em uso em um número crescente de aeroportos, a tecnologia de reconhecimento facial permite que os detentores de passaporte eletrônico cruzem as fronteiras de forma mais fácil e segura. Com uma taxa de precisão de mais de 99%, o nTechLab está eliminando o risco de viajantes com falsos passaportes eletrônicos. À medida que a tecnologia se torna mais adotada, poderá tornar os documentos de viagem tradicionais em papel, uma coisa do passado.

O reconhecimento facial é uma benção para os varejistas, como Walmart e Saks, que agora usam a tecnologia para capturar ladrões em ação, combinando seus rostos com imagens de banco de dados e rastreando clientes suspeitos. Em um número cada vez maior de casos, os varejistas estão usando tecnologia de reconhecimento facial para acompanhar o comportamento nas lojas para melhorar a experiência do usuário também.

Goste você ou não, os varejistas podem usar o reconhecimento facial para criar um perfil de suas preferências de compra, “tempos de permanência” (quanto tempo você gasta olhando certos itens) e repete compras para ajudá-los a oferecer ofertas específicas para você. Dá aos varejistas tradicionais uma chance de se destacar em sites de compras on-line com uma experiência ainda mais personalizada, tanto na loja como fora.

O que isso significa para PR

Mitigar os riscos.  Talvez em PR “menos seja mais” em uma situação em que excelentes resultados de um novato, aparentemente pequeno. Um concorrente bem-financiado poderia copiar ou roubar o que você fez. Geralmente, o momento certo para PR é quando você está dentro do prazo de entrega do produto, ou pode pelo menos aceitar e cumprir o prazo estabelecido. Já para B2B, talvez seja melhor se revelar através de uma parceria significativa, permitindo que a base de clientes do parceiro e seu marketing, ajudem a impulsionar e validar os seus resultados de PR.

Use os pontos negativos a seu favor. Para alguns consumidores, por exemplo, pensar que reconhecimento facial analisa o comportamento de suas compras, é algo assustador. Certifique-se de reconhecer e compensar os receios que seu produto pode criar em sua comunicação. Enfatize o aumento da segurança, melhor eficiência, melhores ofertas e resultados que você receberá. Indique a capacidade aumentada para proteger uma criança ou evitar um seqüestro.

PR Orgânico é uma vantagem. Para uma empresa como nTechLabs, um hackathon ou desafio é uma oportunidade ideal para produzir a atenção natural sem que eles precisem perseguir as publicações. Aproveite e compartilhe esse tipo de RP quando isso acontecer, aumentando oportunidades de investidores e parceiros chegarem até você.

Esteja alinhado, em vez de lutar com grandes marcas. Reconheça as principais marcas que geram atenção e validação a uma tecnologia emergente, em vez de tentar derrubá-las. Indique as vantagens que você traz para o mercado, como uma equipe pequena e focada, em vez de um vendedor gigante. Lembre-se de que cada vez que seu nome é mencionado em marcas como o Facebook ou o Google, você está obtendo benefícios de SEO e PR, desde que sua tecnologia e sua estratégia resistam aos resultasdos de relações públicas. Em vez de temer as grandes organizações, aprenda a receber e alavancar esses resultados com sinergia.

Aproveite a posição de menos favorecido enquanto você puder. Não se deve abusar desse status, mas lembre-se de que os repórteres e leitores estão muito acostumados a ver os maiores vendedores sendo glorificados com frequência. Por isso, estão dispostos a preferir uma alternativa pouco conhecida, mas que pode produzir um resultado inesperadamente melhor. Por exemplo, quando Google e Microsoft estavam travando guerras amargas para proteger seu território, foi uma empresa pequena e pouco conhecida que permitiu que os ambientes do Outlook e do Gmail se integrassem e conversassem. Foi isso que a pequena empresa, Cemaphore, conseguiu no New York Times. Estimulou a atenção dos investidores que, em última instância, adquiriram a empresa. Tudo isso, sem ter que enfrentar ou criticar nenhum dos maiores players da indústria.

Agora, enfrentar um grande concorrente não precisa ser uma missão suicida. A nTechLabs prova que você pode usar essa posição na indústria a seu favor. Para um bom resultado de PR, concentre-se na proposição de valor que você traz para o mercado, em vez de passar pelo desafio de ter um inimigo imbatível. E lembre-se sempre de procurar maneiras de ser visível enquanto estiver dando o seu melhor.

 

Esta publicação foi publicada anteriormente neste site em 14 de abril de 2017. Nos sábados, publicamos posts, caso os leitores os tenham perdido pela primeira vez.

Este artigo foi escrito por Cheryl Conner da Forbes e foi legalmente licenciado através da rede NewsCred publisher. Dirija todas as questões de licenciamento para legal@newscred.com.