A Fórmula Secreta para uma Hashtag de Sucesso

A Fórmula Secreta para uma Hashtag de Sucesso

Johnny Vance
23 Março 2017

Você já está familizarizado com a aparência das hashtags (ex. #Meltwater), mas a maioria das pessoas poderia usar algumas dicas para fazê-las ainda mais efetivas para seus esforços de PR. Hashtags são fantásticas para marcas que querem expandir seu alcance ou solidificar suas comunidades em torno de uma idéia ou evento. Como tudo nas mídias sociais, entretanto, elas requerem um aproach mais matizado do que você pode esperar do seu microconteúdo. Vamos desmembrar alguns do benefícios chave que as hashtags trazem para seus esforços de PR:

Integrando (ou Liderando) a Conversa

As hashtags começaram no Twitter como uma maneira de monitorar conversas e monitoramento de conversas remete a um caso de uso popular para elas. Não é incomum ver pessoas e marcas criando uma rápida hashtag quando eles começam um tópico, com a esperança de que irá pegar e se tornar a âncora para esta discussão. Isto tem se tornado tão comum que na maioria das plataformas sociais onde as hashtags são ativas, elas também são rastreáveis.

Um exemplo de marca que criou uma hashtag coloquial que tem se tornado onipresente é a da Nike #JustDoIt. A hashtag que é pulverizada liberalmente pelo Twitter e Instagram, algumas vezes apenas referenciam a fonte original da página.

Alinhando ou Mostrando Solidariedade em um Movimento

Alinhar um movimento é parte vital da estratégia que nós discutimos em nosso post de Transparência vs. TMI. Agora que os clientes querem seguir marcas que compartilham seus valores, marcas que falam sobre causas positivas que exercem uma excelente tração online. Como com um levantamento de tendências, mencionada abaixo, é prudente que o profissional de PR proceda com cautela aqui. Faça sua lição de casa e certifique-se de que a causa está alinhada com seus valores e de seus clientes antes de entrar de cabeça.

Expandindo o Alcance da Marca e Percepção

Hashtags são excelentes para expandir o alcance e impacto da marca. Existem várias maneiras de você fazer isso, quer seja assistindo e entrando em conversas sobre um slogan da marca existente, como Nike, citada no nosso exemplo acima, que usou uma hashtag para colocar a sua história de marca visual no Pinterest, Instagram e Tumblr, ou iniciar um bate-papo mensal no Twitter sobre a sua área de assunto de domínio. Uma hashtag consistente, curta, fácil de lembrar, ganha forças, você constrói um repositório de engajamento de marca que vive para manter a expansão da consciência e alcance ao longo do tempo.

Participação em Eventos

Todos nós vimos as hashtags onipresentes de eventos lá fora: #SXSW (South by SouthWest), #Grammys, #NBCTheVoice, e muitas mais. Esta é uma das maneiras mais fáceis (e mais seguras) para uma marca usar hashtags de promoção de um evento que eles estão executando e assim incentivar o envolvimento dos participantes ou promover sua participação em um evento importante. Com qualquer uma dessas técnicas de hashtags que mencionamos, você pode criar um Momento do Twitter ou um Storify para transformar uma coleção de postagens de hashtags em uma história, mas esse método de contar histórias (embutida no seu blog!) Funciona muito bem com Eventos em particular. Acima de tudo, se você fizer uma hashtag de evento, mantenha-a curta! Limites de contagem de caracteres podem ser um problema para os usuários.

Suporte e Alcance de Cliente

O Twitter, especialmente, se tornou um canal de suporte ao cliente. Seus clientes já são propensos a usar este canal para feedback e suporte – mesmo que você não esteja preparado! Se você não tiver habilidade para criar uma conta separada para manutenção e suporte, você pode facilmente criar uma hashtag de suporte e usar um serviço de monitoramento para rastrear (listen) e responder (engajamento). Lembre-se: É sempre melhor se limitar à duas respostas públicas para o problema de um cliente, então tentar movê-los para mensagem direta ou email (educadamente).

“Trend Jacking” (Usar com Cautela)

Como tudo online, existem alguns desafios em usar hashtags. Por exemplo, “trend jacking” (inserir sua marca em uma hashtag de tendência associada com o desenvolvimento de uma notícia, como @Wvalderrama fez para Art Basel) é uma tática efetiva que pode facilmente se tornar uma faca de dois gumes. Nós recomendamos que somente profissionais de PR experientes façam isto, já que pode facilmente fazer com que a marca soe insensível ou sem muita aptidão ao usar esta técnica. A reação para “trend jacking” pode ser rápida e vasta, então use com cautela e faça sua lição de casa sobre o propósito da hashtag e sua origem, em primeiro lugar.

Por último, mas não menos importante, é essencial saber duas coisas: onde “trabalhar” com as hashtags (são clicáveis e úteis) e quantas utilizar por post na plataforma. Nem todas as plataformas incentivam seu uso e alguns usuários da plataforma acham que “muitas” são equivalentes a spam. Em primeiro lugar, hashtags são melhores para usar no Twitter, Instagram, Pinterest, Google +, YouTube e Tumblr (elas ainda tem que “pegar” no Facebook). Quanto ao segundo, depende da plataforma. Para o Twitter mais de duas hashtags parece junky para a média de usuários. Para Instagram, no entanto, você pode usar quantas quiser, contanto que eles apareçam após o conteúdo. Esperamos que estas dicas lhe dêem a direção que você precisa para dominar o uso de hashtags de forma rápida e eficaz. E lembre-se, usando uma plataforma de inteligência de mídia para obter insights sobre tendências de hashtags, vai permitir que você veja o impacto que o fato de usá-las está tendo em sua marca.

Como uma pessoa de PR, sua meta deveria ser apresentar informações úteis que permita às pessoas se engajarem facilmente, é por isso que as hashtags podem ser outra ferramenta em sua caixa de comunicação. Para mais conteúdo sobre como destravar o potencial para o PR moderno, baixe o nosso ebook..