Como usar o Black Friday como vantagem para o seu negócio

Planejar uma cuidadosa estratégia de PR e marketing que convença está no topo da lista nesta época do ano, por isso este post expõe elementos que funcionam. Depois de ler este post, vá além fazendo o download do nosso ebook para dicas úteis de PR.

É Novembro, o que para algumas pessoas significa primavera, período de colheita e Ações de Graças está chegando, mas para outros, Novembro signifa uma coisa: Compras de Black Friday. Se você já parou pra pensar onde e quando o Black Friday começou, aqui estão algumas teorias do History.com.

As origens do Black Friday remetem a centenas de anos e incluem histórias interessantes. Alguns acreditam que o Black Friday começou com dois notoriamente inescrupulosos banqueiros de Wall Street, Jay Gould e Jim Fisk, que trabalhavam juntos para comprar o máximo que eles pudéssem do ouro da nação, esperando disparar o seu preço e vendê-lo por preços espantosos. Numa sexta de Setembro, a conspiração finalmente foi desvendada, levando o mercado de ações à queda livre e levando à falência todos os barões de Wall Street.

Outra teoria muito interessante sobre como o Black Friday começou, foi depois de um ano inteiro operando com perdas, as lojas supostamente teriam algum lucro no dia seguinte do Dia de Ações de Graças, porque os clientes do feriado gastavam muito dinheiro em mercadorias com desconto. Embora seja verdade que as empresas do varejo usavam o vermelho para registrar os prejuízos e o preto para registrar os lucros, esta teoria é imprecisa.

Finalmente, a história original do “Black Friday”, na qual a maioria dos historiadores acreditam como sendo verdade, se passa na Filadélfia. Voltando nos anos 50, a polícia da Filadélfia usou o termo para descrever o caos que resultou o dia seguinte de Ações de Graças, quando um bando de compradores suburbanos e turistas inundaram a cidade no dia anterior ao grande jogo de futebol da Marinha do Exército, que acontecia naquele sábado de cada ano. Não só os policiais não puderam tirar aquele dia de folga, como eles tiveram que trabalhar por longas horas extras para lidar com a população extra e o trânsito.

O Black Friday tem um passado interessante, mas hoje em dia, é sabido que é um dos maiores e mais importantes dia de compras do ano. Se seu negócio quer entrar nesse jogo ou você simplesmente quer aprender dicas e truques para aplicar em sua estratégia de marketing, continue lendo para mais informações sobre o que sua empresa pode fazer e usar do “feriado do varejo”.

3 Estrégias de Marketing para o Black Friday

Se você está pensando em lançar o nome da sua marca nesta época de compras, você pode querer participar um pouco do marketing. Aqui vão algumas dicas para te ajudar:

Conheça o seu público: Se o seu negócio espera adquirir novos clientes ou manter fiéis clientes antigos, saber exatamente quem está no seu mercado alvo, é vital para o sucesso e efetividade das estratégias de marketing. Se você vai oferecer descontos, de uma olhada nas vendas dos seus melhores e piores produtos. Reduza estes dois preços ou até mesmo combine-os para uma promoção 2 pelo preço de 1, espeando que seus clientes levem os dois. Esta é uma oportunidade legal de fisgar as pessoas com um produtos que eles já amam e assim expô-los a um produto com o qual eles ainda não estão familiarizados.

Seja Transparente: Graças a implementação da tecnologia em propaganda e marketing em social media, os clientes estão empoderados para saber onde estão os melhores negócios. Enrolar o comprados com uma falsa propaganda pode apresentar uma péssima imagem de sua empresa para o público sobre sua ética e standards. Poupe seu tempo sendo sincero e honesto sobre o que está e o que não está incluído nas promoções do Black Friday.

Corra Riscos: Enquanto ser transparente em seu marketing é importante, estar pronto para correr riscos pode ajudar a turbinar os negócios nessa época. Seja implementando um plano inovador de marketing nas redes sociais ou implementando um prêmio, calcular os riscos pode levar à altas recompensas para sua pequena empresa.

Tenha certeza de manter em mente que o Black Friday é seguido de novas tradições como o Small Business Saturday, Cyber Monday e Giving Tuesday. Essas novas datas destinam-se a compradores que gostam de apoiar empresas locais, adaptar compradores online e doações filantrópicas e podem oferecer um caminho adicional para alcançar os clientes nessa época!

3 Estratégias de Relações Públicas para o Black Friday

BlackFriday 1

Como os varejistas pensam sobre como eles irão lidar com a loucura do Black Fiday, às vezes é impotante se colocar na mente do consumidor. Aqui vão algumas dicas de relações públicas que podem te ajudar a pensar como o cliente:

Crie uma Estratégia: Antes que os compradores vão ao shopping e tentem achar algo no caos do shopping, planejar com antecedência e criar uma estratágia vai melhorar os seus esforços. Sugere-se que os comprador do varejo estudem o anúncio da oferta especial e façam um plano de ataque. Como em uma campanha de relações públicas, anotar suas metas e objetivos vai criar um caminho fácil de execução quando for a hora de dar o pontapé inicial.

Use a Tecnologia: Você já deu um Goolge em “Black Friday”? Existem páginas e mais páginas de dicas e truques para tirar o máximo de proveito das vendas. Alguns sites e aplicativos comparam descontos em lojas diferentes, assim o comprador pode garantir que está comprando o produto que deseja pelo menor preço. Pode ser que seu negócio pode não precise saber onde encontrar o Iphone mais barato, a tecnologia pode ser uma ferramenta essencial numa campanha de relações públicas que use mídias sociais. Sites como Meltwater Engage e Sprout Social permitem que o seu conteúdo seja agendado para datas específicas que serão publicados automaticamente, quando você definir. Estes sites permitem um melhor planejamento e timing.

Reflita: Como os consumidores fazem quando voltam pra casa. Eles checam os recibos e aproveitam a glória dos descontos que giraram em torno dos 40% – 60% – ou mais. Estes são momentos para pensar: “O que valeu a pena? O que deu certo? O que deu errado?” Examinar os triunfos e falhas da relação pública vai oferecer um insight inestimável para ajudar o seu negócio na próxima campanha. Focar nas metas e objetivos que você traçou no início e decidir se eles foram totalmente executados ou se certas áreas precisam prestar mais atenção da próxima vez.

3 Estatégias de Mídias Sociais para o Black Friday

BlackFriday 1

Mídia Social é uma das maiores ferramentas que as empresas de qualquer tamanho estão apostando; principalmente negócios menores. Com um único post você tem a oportunidade de alcançar uma multidão de pessoas da sua comunidade e fora dela. Aqui estão alguns benefícios de mídias sociais para o Black Friday:

Planeje com Antecedência: Como mencionamos acima, criar uma estratégia é importante, mas também é importante se planejar antes. Um caminho para que as lojas se planejem em social media é criando um calendário de social media. Nas redes sociais, um calendário editorial é usado para criar um plano para seus posts e updates. Estes calendários incluem eventos notáveis das próximas semanas e meses que queiram incluir. Criar um calendário editorial é um ótimo caminho para estar organizado e te ajudar a não esquecer datas importantes. Se você for lançar uma promoção, faça um post a cada semana que anteceder o dia seguinte de Ações de Graças.

Fique por Dentro das Tendências: Se você quer saber o que os seus consumidores estão falando mantenha os seus olhos no que é trending em social media. Hashtags são um ótimo caminho para se engajar com os seguidores que você já tem e chamar sua atenção e de outros potenciais consumidores.

Use Influenciadores: Marketing de influência serve para fornecer o contexto e a expertise do produto através de uma pessoa influenciadora; você usa experts estabelecidos em uma indústria para ajudar a compartilhar informações sobre sua marca, negócio ou produto aos seguidores deles. Você também pode usar insights confiávies de um influenciador para se manter ao tanto das mudanças e novos desenvolvimentos que estão acontecendo na sua indústria.

Se Preparando para o Black Friday
Black Friday está quase chegando, mas não está tarde para se engajar nas estratégias de marketing, relações públicas e social media para o grande evento de varejo do ano. Usando algumas das dicas acima (correndo riscos de marketing, usando a tecnologia e fazendo um calendário editorial), você está bem direcionado ao sucesso.

Planejar e executar uma campanha de PR inclui pesquisa antes de lançar e relatórios depois que a campanha estiver completa.

Este artigo foi escrito por Natalie Petersen do Business2Community, originalmente apareceu no Three Girls Media e foi legalmente licenciado através de NewsCred publisher network.

Medindo Cada Aspecto do Impacto de RP – Até mesmo Press Releases

Nós temos orgulho de apresentar o Meltwater Impact. Pela primeira vez, uma ferramenta para medição de press releases para ambas coberturas, editorial e social. Com Meltwater Impact você pode acessar relatórios compreensivos de press releases para ver até onde você alcançou suas metas.

Você trabalha muito para elaborar o seus comunicados de imprensa. Você espera que eles se tornem materiais de base para reviews da sua marca e alcance perfis. Mas a pergunta sobre a eficácia de um comunicado de imprensa e quem pode estar lendo (é alguém?) pode ser frustrante.

O serviço de wires que muitos de nós estamos usando há anos, ditribuem os releases, e depois? O esforço valeu a pena? Alguém fez contato direto com você para ter informações adicionais, orçamento, uma entrevista? Ou senão, seu serviço pode até fornecer um relatório simplificado com estimativa de visitantes e pageviews. Mas o que você quer saber mesmo é em quais meios de comunicação sua mensagem repercutiu e os leitores engajados, mais do que apenas ser rapidamente notado. Até agora, tem sido difícil saber se a sua abordagem produziu qualquer cobertura significativa, da qual você poderia ter levado o crédito.

Na era do Facebook, Twitter, Snapchat e Instagram, nós nos acostumamos com o feedback instantâneo. O engajamento social deixa pistas, incluindo número de seguidores, likes, compartilhamentos, retweets, re-grams e comentérios, todos disponíveis assim que acontecem. Como sabemos, estatísticas dão credibilidade a seus esforços, te ajudam a identificar as tendências e permitem que você refine sua mensagem e sua abordagem. Este tipo de análise de dados não estava prontamente disponível para os comunicados de imprensa, até agora.

Social Eco Image 2

O ciclo de feedback contínuo dos diálogos sociais fez com que o acompanhamento tradicional do comunicado de imprensa ficasse ultrapassado. Na Meltwter, nós desenvolvemos o Meltwater Impact para ajudar as empresas a incluírem os press releases em seus relatórios de resultados, para que passem a ter ao invés de estatísticas, insights, aproveitando os dados sociais. Com dados cada vez mais determinantes, acreditamos que é hora de a imprensa obter uma linha de dados própria.

Agora você pode ver, não somente quantos artigos foram gerados do seu release original, mas também, como cada artigo contribui para alcance potencial. Você pode rastrear agora, a totalidade das pistas sociais que o seu release deixou.

Entendendo melhor distribuição e engajamento, você pode se planejar melhor para futuras coberturas de mídia. Com esta habilidade de rastrear insights e estatísticas do seu press release, bem como tópicos e palavras associadas, Meltwater Impact traz a tona novos conjuntos de dados que ilistram seu trabalho.

Bem vindo a uma verdadeira nova era de reportes de press releases.

As Top 10 Tendências que vão Guiar o Marketing em 2017

Parte do trabalho dos profissionais de marketing e comunicação é se manter por dentro das tendências e implementar estratégias tecnológicas que funcionem para suas marcas. Dependendo da sua estratégia, isso pode significar testar novas tecnologias para ver o que tem aderência ou o que permanece, usando o testado e aprovado. Em nossa contínua missão de tornar o trabalho dos profissionais de marketing e comunicação mais fácil, aqui estão as previsões para o marketing em 2017. ( Note como os dados ainda são tendência.)

Visibilidade é um aspect do marketing que não vai mudar – mesmo com o passar dos anos. O Marketing de antes e o de depois da transformação digital, gira em torno de como os clientes vêem seu negócio. Eu não tenho uma bola de cristal, mas eu tenho algumas idéias e informações sobre o que esperar das tendências que vão guiar o marketing em 2017.

Foco é crucial – e isso pode ser um desafio. Quanto maior o negócio, mais diversificada é sua base de clientes. Enquando os dados estão facilitando atingir os clientes é uma grande tarefa discernir informação de valor dentro do volume de dados disponíveis. Como você se mantém focado, cria conversas e aumenta essas conversas? É uma grande questão, mas prestar atenção ao que está no horizonte, pode trazer alguns insights. Aqui estão as 10 tendências que eu prevejo para 2017.

1. Foco extra na experiência do cliente. A experiência do cliente é o coração do marketing para todas as indústrias. Enquanto isso sempre foi um foco do marketing, os business atuais – pelos menos os bem sucedidos – abraçaram filosofias centradas no cliente para criar estratégias de marketing efetivas e transformações digitais positivas.

2. Métricas engajadas e efetivas: analytics 2.0. Falar sobre métricas de marketing tem sido um ciclo interminável ultimamente. Com confissões feitas pelo Facebook e outros sobre como os seus dados não contam uma história completa, o que nos resta não é suficiente. Agora – no próximo ano – medir será feito com um propósito. Prever objetivos de negócios para reverter em lucro, rendimento, retenção de clientes e satisfação.

3. Contar com os novos tenentes do marketing: tecnólogos em marketing e cientistas de dados. Para fazer as duas primeiras tendências da nossa lista funcionarem, os executivos têm que ter orientação para dados. Como as empresas pretendem conectar e-mail, mídia social, paga, orgânica e própria, entre outras estratégias de marketing, elas devem incorporar a tecnologia necessária para implementar e apoiar isto. É esperado que o responsável pelo marketing lidere esta iniciativa – estudos apontam que quatro entre cinco empresas já fazem isso.

4. Tudo personalizado. Como trabalhamos para personalizar tudo, desde latinhas de Coca-Cola até sapatos, a customização em massa mudou para personalização. Para alguns negócios, isso significará garantir que os pontos de contato são específicos e individuais. Para outros, será simplesmente racionalizar o processo de compra e torná-lo mais ágil e responsivo.

5. Melhor conteúdo em vídeo…e mais disso. Sim, conteúdo ainda reina, mas o tipo de conteúdo determina que a web está mudando. Conteúdo social, reviews, blogs, whitepapers e e-books, ainda são cruciais para o marketing, mas vídeo será a moda daqui pra frente. Considerando o sucesso dos games como Pókemon Go, espera-se que a realidade virtual e aumentada nos leve ao futuro. Marcas que não conseguirem incorporar recursos visuais e vídeos, estão fadadas ao esquecimento.

6. Mais marketing em mídias sociais. Nós precisamos mudar a maneira que pensamos sobre as mídias sociais. A estratégias de mídia devem divulgar menos e vender mais. Frequentemente, as marcas usam as mídias sociais para bombardear de conteúdo altamente genérico – conteúdo que as pessoas estão ignorando. As mídias sociais deveriam ser personalizadas também e isso não é tão difícil. Use a mídia social como linha de frente para vendas e serviços. Use-a para se engajar com os consumidores e não bombardear mensagens.

7. Abrace o IoT: A Internet das Coisas ainda é um bebê. Em 2017, espera-se que os negócios alavanquem o poder dos bilhões de dispositivos conectados – o sonho dos marqueiteiros. Coletar e fazer desses dados úteis, porém, será essencial. Beacons, sensores, dispositivos periféricos, TV’s, roupas, marcas fitness e mais estarão todos produzindo dados úteis, significando mais oportunidades de estar perto do consumidor. Espera-se que o IoT transforne a maneira como nós infuenciamos a tecnologia e dados.

8. Bots de Conversação e Inteligência Artificial serão dominantes: Proporcionar experiência positiva do cliente e serviço significa alavancar o poder da tecnologia. Pedir ao dispositivo conselhos sobre onde comer é ótimo, mas ele não sabe se você gosta de comida picante ou tem uma intolerância ao glúten. Imagine um bot de conversação que conhece seus gostos, o que você não gosta, necessidades e que pode te orientar sobre onde comer, como viajar, ou onde comprar. Esses bots de conversação podem usar Inteligência Artificial, aprendizagem profunda e muitos rastros de dados em toda a web para entender e orientar o comportamento do consumidor.

9. Marketing no tempo certo em vez de Marketing em tempo real. O marketing em tempo real – com os olhos voltados para oportunidades de divulgar e pontuar – tem sido quente nos últimos anos. Pense campanha da bolacha Oreo “Dunking in the Dark”. Como nós usamos os dados para entender o melhor momento para nos conectar com nossos consumidores, o tempo real deve mudar para tempo certo.

10. Prepare-se para o marketing possuindo as campanhas transformação digital. Muitos estão sugerindo que CMOs sejam a própria transformação digital. Eu discordo. O que o CMO deveria possui realmente é a “campanha” de transformação digital -o processo de mostrar ao mercado e suas equipes que uma empresa está se transformando. Explicando claramente como estas tendências, juntamente com iniciativas digitais, afetam a experiência do consumidor e como a empresa está executando isto.

Claro, esta lista não é tudo; guarde espaço para o imprevisível e sem precedentes. Dadas as tendências do ano passado e o que está no horizonte, no entanto, é assim que deve ser o planejamento para o próximo ano.

Esse artigo foi escrito por Daniel Newman da Forbes e foi legalmente licenciado através do NewsCred.

Mas eu não tenho nada para Compartilhar: O Guia para o Marketeiro Clueless (Patricinhas de Beverly Hills) para Reaproveitar Conteúdo

Existe algum prazer mais simples do que achar uma nota de R$ 50,00 esquecida no bolso do casaco do último inverno?
Embora ocasionalmente possa parecer que não há nada para postar, às vezes a peça perfeita para o seu conteúdo de mídia social (que nem aquele casaco que você guardou) já está na sua coleção. Dar uma olhada em seu conteúdo com a cabeça fresca e tirando a poeria com que o produziu anteriormente, pode te ajudar a alcançar um novo público, sem fazer muito esforço. Então fale, “Não acredito!” ao seu bloqueio para escrever e começe a maquiar seu conteúdo já publicado, usando estas dicas inspiradas no filme Clueless (Patricinhas de Beverly Hills).

Conte uma velha história em uma nova mídia. Assim como os estudantes têm estilos de aprendizagens diferentes, plataformas e usuários gravitam em torno de diferentes mídias. Tente transformar um história escrita num infográfico, ou áudio (e vice-versa) até que as possibilidades se esgotem. Tem um excelente tutorial? Escreva as instruções do vídeo e faça dele um infográfico, lista ou deck. Tem um fantástico SlideShare sobre um produto? Use sua linguagem como script para um vídeo no Facebook Live. Lembra aquele webinar super legal que você apresentou? Mesmo que os cadastros tenham superado as expectativas, nem todos os interessados puderam comparecer ou poderão assistir o replay. Escreva um rápido recapítulo que possa fazer dele, também um post para o blog. Adapte conteúdos até que eles estejam otimizados para todas as mídias possíveis; refinando o tom e a linguagem se necessário.

Clueless Image 2

Compartilhe, Compartilhe e compartilhe de novo. Você acha que deve publicar só uma vez uma história ou post de blog em uma mídia social? Pense bem. Para que colocar tanto tempo e energia em uma coisa que você vai usar só uma vez? Em horas diferentes, diferentes públicos abrem a porta para outros diferentes públicos. Se você originalmente postou uma história no Facebook de manhã, compartilhe no Twitter à tarde, ou no Linkedin na hora do almoço. Certifique-se de distribuir cada post de 2 a 3 vezes na mesma semana do post original (dependendo do assunto) para estender a vida útil da peça). Você pode até mesmo usar isso para promover seus outros canais sociais, redirecionando seguidores para os outros posts (“Adorou nosso último post no blog? Vá até nossa página do Facebook para ver o vídeo ao vivo) Para que isso dê certo, assegure-se que os posts fazem sentido e estão atingindo um alvo apropriadamente, assim você evita alienar o seu público.

Clueless Image 3

Faça da estatística a superstar do seu conteúdo. Você sabia que 80% dos profissionais de marketing desejariam perpetuar seus conteúdos? Não, isso não é um número constatado, mas vem nos mostrar que nada chama mais atenção do que uma estatística convincente. Use a inteligência de mídia e a análise de mídia social para conduzir pesquisas, então compare-as com os seus próprios resultados e encontre números interessantes. Reúna os achados em um infográfico e depois quebre-os em posts individuais como cartão do Twitter, Imagens no Facebook, um board no Pinterest ou post de Instagram. Use estatísticas como uma base ou como dados de suporte para um estudo de caso, whitepaper ou Post de Linkedin.

Clueless Image 4

Mergulhe fundo. Às vezes as histórias estão fora da nossa vista. O que é aquilo que faz a sua empresa se destacar? Sua empresa tem uma origem histórica legal? Qual é a missão ou filosofia da sua marca? Existem personagens interessantes ou até mesmo profissionais exemplares que contribuem para a cultura global do seu time? Dê uma olhada nas pessoas que você vê todos os dias, mas com uma lente de storytelling. Crie um arquivo online com entrevistas de profissionais experientes em podcasts, vídeos ou posts de blog. Encoraje colegas de trabalho a compartilhar fotos de eventos passados ou os principais momentos atuais e escale esse conteúdo gerado nas mídias sociais.

Clueless Image 4

Curtindo as amigas (e os trending topics). Sempre esteja em busca de oportunidades relevantes para compartilhar conteúdo. É #DiaNacionaldoChefe ? Compartilhe um perfil antigo do seu CEO. Você tem um infográfico legal sobre como selecionar uma fantasia de Halloween? Certifique-se de que vai agendá-lo para a última semana de Outubro. Apesar de Always be on the lookout for topical opportunities to share content. Is it #NationalBossDay? Share that old profile of your CEO. Do you have a great infographic about how to select a Halloween costume? Be sure to schedule it around the last week of October. Apesar de feriados em redes sociais parecerem bobagem, eles são um jeito fácil de refrescar a memória e compartilhar conteúdo relevante para um trending topic. Capitalize em oportunidades de trendjack, monitorando hashtags e conversas importantes para sua indústria. Tire um tempo e se cadastre para receber este Parceiro Social semanalmente, bem como nossos próximos eventos direto na sua caixa de entrada.

Da próxima vez que você achar que não tem nada para vestir (ou compartilhar), não seja como a Cher Horwitz. Tente misturar, combinar e repropor conteúdo para vestir sua comunicação com posts apropriados para toda e qualquer ocasião.

Clueless Image 4